Programa Limpa Rio: Limpeza do Rio Barra Mansa começa a ser feita – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCidadesPrograma Limpa Rio: Limpeza do Rio Barra Mansa começa a ser feita

Programa Limpa Rio: Limpeza do Rio Barra Mansa começa a ser feita

Com o apoio da prefeitura, Inea iniciou dragagem do rio; trabalho deve demorar quatro meses - Foto: Cedida por Maria de Jesus

Programa Limpa Rio: Limpeza do Rio Barra Mansa começa a ser feita

BARRA MANSA

Teve início nesta terça-feira, dia 15, o trabalho de dragagem, limpeza e desassoreamento do Rio Barra Mansa, na altura dos bairros Boa Sorte e Piteiras. O serviço é executado através de uma parceria entre a prefeitura e o programa “Limpa Rio”, do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Segundo o prefeito Rodrigo Drable (MDB), a limpeza será realizada em aproximadamente três quilômetros de extensão do Rio Barra Mansa e deve durar em torno de quatro meses.

A dragagem é feita por funcionários do Inea, que cedeu todo o maquinário utilizado no trabalho, mas conta com o acompanhamento do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Drable falou sobre a importância do desassoreamento na vida de moradores daquela região. “O abandono do rio impacta diretamente a vida dessas pessoas que moram aqui, em época de chuva o rio enche e leva tudo o que essas famílias têm. Há muitos anos essas pessoas tinham esse desejo, mas também necessitávamos da infraestrutura necessária para realizar essa limpeza. Com o programa Limpa Rio isso será possível. Por isso agradeço o apoio do Luiz Antônio (coordenador do Limpa Rio), dos vereadores, dos secretários municipais, dos presidentes de associações e moradores”, disse Drable.

O coordenador do Limpa Rio, Luiz Antônio Corrêa, lembrou que esta é a terceira etapa do programa em Barra Mansa, que já efetuou limpezas no Rio do Turvo, distrito de Amparo, e no Córrego Laranjeiras, na Vista Alegre. “Mesmo com a crise financeira pela qual o governo do estado do Rio passa, estamos conseguindo viabilizar o programa no estado, mas isso porque há três anos houve o corte de despesas e sobrou dinheiro. O Limpa Rio é um programa barato pelo benefício que ele traz para a população. Melhora a qualidade de vida de quem mora às margens do rios, pessoas essas que muitas das vezes não têm condições de sair daquele local. Vemos o quanto essa população sofre na época de chuva. Então é uma ação que traz tranquilidade a essas pessoas. Esta é a terceira intervenção que fazemos na cidade, primeiro foi em Amparo, no Rio do Turvo, e esse ano não tivemos um caso de enchente”, destacou, fazendo o apelo para que os moradores ajudem na fiscalização e impeçam que haja descarte irregular no rio.

Durante o lançamento da intervenção, Corrêa revelou ainda que a partir de junho o Inea fará o plantio de 50 mil árvores às margens do Rio Paraíba do Sul e Rio Bananal em Barra Mansa. Segundo ele, a arborização é feita graças ao pagamento de multas ambientais e citou a CSN que foi punida por danos ao meio ambiente recentemente.

ENCHENTES E PROBLEMAS

O secretário municipal de Meio Ambiente, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, agradeceu à parceria do governo do estado e disse que a pasta vai promover um trabalho de conscientização com os moradores após a limpeza. “É um serviço que não era executado há mais de duas décadas. Infelizmente o assoreamento é causado também pelo descarte irregular de materiais. Então depois desse trabalho de limpeza a gente vai fazer uma mobilização onde vamos trabalhar a educação ambiental”, garantiu Beleza.

E a realização da dragagem agradou moradores. A presidente da associação de moradores da Boa Sorte e São Luiz (Ambos), Nádia Maria Maciel Fragoso, recordou o que já passou com as enchentes. “Perdi desde telefone até uma parede do meu banheiro. Quando chove eu fico desesperada, rezando para que acabe. As coisas materiais a gente recupera, mas e a vida? Já vi pessoas irem parar no rio, outras morrerem por leptospirose, hepatite. Só quem vive essa angústia é que sabe”, desabafou.

A moradora Maria de Jesus espera que com o desassoreamento quem mora às margens do rio não sofra. “Moro aqui desde 1999 e peguei muita enchente já. Vamos ver se isso vai dar certo”, falou; ainda desconfiada da efetividade da limpeza.

 

 

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar