Pré-candidato a deputado federal já tentou uma cadeira na Câmara Federal de Brasília – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomePolíticaPré-candidato a deputado federal já tentou uma cadeira na Câmara Federal de Brasília

Pré-candidato a deputado federal já tentou uma cadeira na Câmara Federal de Brasília

Laydson acredita que sua experiência como vereador vai ajudá-lo se caso seja candidato e chegue em Brasília- Tania Cruz

Pré-candidato a deputado federal já tentou uma cadeira na Câmara Federal de Brasília

VOLTA REDONDA

Laydson Carlos de Souza Cruz, de 40 anos, estudou história no Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), e atualmente cursa Ciências Políticas na Uninter. Natural da Cidade do Aço, Laydson (MDB) é casado com Hosana Cruz e pai de duas filhas. Ingressou na política em 2014, quando se candidatou a deputado federal, tendo uma expressiva votação, mas não suficiente para ocupar uma cadeira em Brasília. Ficou apenas na suplência. E foi em 2016 que, segundo o parlamentar, ele resolveu dar continuidade aos seus projetos políticos voltados para uma Volta Redonda melhor. Acreditando em sua campanha para vereador obteve 1.811 votos.

Atuante na Câmara de Vereadores de Volta Redonda, onde já apresentou vários projetos de leis voltados para diversos segmentos da cidade e seus munícipes, Laydson diz que tem trabalhado com foco na Educação, por entender que ela é o princípio básico para conquistas futuras.

Parlamentar atuante desde que assumiu a sua vaga legislativa municipal, Laydson lembra que, entre suas principais proposições aprovadas nessa legislatura em benefício da população está um projeto de lei que hoje se tornou a Lei 5.401, que cria o tema transversal de prevenção a drogas a ser trabalhado na disciplina de ciências naturas. Outro projeto que se tornou lei foi o sobre doação de sangue, nº 5.418, que dispõe sobre os benefícios para doadores de sangue.

PRIORIDADE

Segundo Laydson, como é pré-candidato, tem como prioridade, se chegar à Câmara Federal,  defender a educação e a família. Lembrou que, há quatros anos, fez sua primeira filiação, mas não era conhecido, Não tinha mandato, mas muita vontade de fazer diferença. Com isso, ele obteve 9.538 e acredita que agora com mandato de vereador as pessoas estão conhecendo seu trabalho e valor. “Com isso, certamente vai crescer muito”, frisou Laydson, lembrando que sua atuação como vereador vai servir para atuar em Brasília, caso seja eleito deputado federal. “A experiência do mandato ajuda muito, mais claro que a atuação em outro nível, mas estamos há cinco anos nos preparando para esse momento”, relatou o parlamentar.

Laydson acredita muito na cidade e em sua política. “Estamos em um momento de transição, onde essa mistura dos novos e antigos políticos faz com que as pessoas se interessem mais. Acredito que a política da nossa cidade está se reciclando e veremos a resposta nas urnas”, destacou, ressaltando que no geral as eleições sempre são difíceis e que todo candidato tem chance, seja novato ou não.

Laydson diz acreditar em tudo na vida e, principalmente que a mudança é preciso. A burocracia na política, segundo ele, é muito complicada, dificulta o trabalho daqueles que querem fazer as coisas certas e com mais clareza. “Acredito que o tempo vai mostrar o bem que fazemos quando investimos em mudança política. A escolha deve ser pelas propostas. Acho que quem já tem a oportunidade e não correspondeu com certeza deve ser trocado”, frisou.

RELIGIÃO E POLÍTICA

Indagado sobre se religião e política combinam, o pré-candidato declarou que política não é feita só no estado, mas na sociedade entre grupos e indivíduos. Por isso, acredita que a religião de um candidato pode dizer muito sobre ele. “Apesar de o Estado ser laico, isso não interfere na minha posição referente aos meus princípios. Pois a fé é mais do que um fenômeno individual, se manifesta coletivamente e, portanto, está na vida pública”, frisou.

Sobre uma lição para os políticos que pode aparecer nas urnas nas eleições deste ano, Laydson destaca que a política mudou e os eleitores com a evolução da internet estão mais antenados e fiscalizando mais seus políticos. “Então podemos esperar essa resposta nas urnas”. Para finalizar, o pré-candidato deixou uma palavra final para os eleitores. “Espero que os eleitores votem nos candidatos de sua região e que façam isso analisando um todo, como a família, projetos, ética e, principalmente analisar o que já estamos fazendo e a nossa atuação à frente do nosso mandato. Acredito que em Brasília seremos a porta aberta para a grande melhoria da nossa região, principalmente na educação e sempre em defesa da família”, concluiu.

 

 

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Comentários
  • mais um querendo levar vantagem na região……
    ninguém quer saber de trabalhar, querem ser políticos né….

    23/05/2018

Comentar