Oficina em Resende vai ensinar técnicas de construção civil biosustentáveis – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeCulturaOficina em Resende vai ensinar técnicas de construção civil biosustentáveis

Oficina em Resende vai ensinar técnicas de construção civil biosustentáveis

Oficina vai ensinar técnicas como o muro de hiperadobe, que utiliza terra ensacada e apiloada em rolos de sacos - Créditos Patrícia Stagi.

Oficina em Resende vai ensinar técnicas de construção civil biosustentáveis

RESENDE

Construir uma casa de forma sustentável, reunindo diferentes técnicas de montagem, reaproveitando materiais e utilizando recursos disponíveis como terra, madeira e materiais que tenham passado o mínimo possível pelo processo industrial. Essa é a proposta da Oficina de Bio Construção – hiperadobe, reboco de terra e geotinta, que começa nesta sexta-feira e vai até domingo dia 15 em Resende.

Oferecida pela Ong Oca Timburibá, a oficina visa à aplicação de tecnologias sustentáveis na construção civil. Na pratica os interessados terão experiência com o hiperadobe, técnica de construção que utiliza terra ensacada e apiloada em rolos de sacos “raschel”, o mesmo material utilizado em sacos de frutas, legumes e verduras nas feiras; reboco de terra e suas camadas; e ainda experenciar o manejo com geotinta, desde o seu preparo e aplicação de tinta à base de terra com receita simples.

A oficina será ministrada pelo Instituto Etno, Núcleo de Educação, Cultura e Bio Construção, que atua há 17 anos no Brasil e no exterior, transferindo  conhecimentos visando o desenvolvimento integral do ser humano.

Segundo o idealizador e fundador da Oca Timburibá, Dael Almeida, a oficina tem como objetivo difundir as técnicas de construção sustentáveis e a ideia de uma cidade verde, além da formação mão de obra especializada. Ainda sobre a oficina, o fundador da Oca Timburibá disse que nos dias do curso os alunos  irão encontrar uma imersão no universo da arquitetura de terra crua. “Toda parte teórica será ministrada na Casero Residência Artísticas, local para cursos, imersões e galeria de arte. O clima aconchegante e íntimo da casa estimula o debate e o aprofundamento. Na parte prática, os alunos podem esperar muita mão na massa, ou melhor, mão na terra”, declarou.

O Hiperadobe utiliza o mesmo material utilizado em sacos de frutas, legumes e verduras nas feiras – Créditos Patrícia Stagi.

As oficinas funcionarão em dois locais diferentes: Nesta sexta-feira, dia 13, o encontro será na Residência Casero,  que fica na Praça do Centenário, nº 42, das 18 às 22 horas. No sábado e domingo, dias 14 e 15, das 8 às 17 horas, as aulas serão realizadas na seda da Oca Timburibá, localizada na Rua Juca Paiva, 12, Lagoa do bairro Mirante Das Agulhas. O investimento para participar da oficina é de R$ 160 que inclui almoço no sábado e domingo. Para reservas de vagas e mais informações, basta entrar em contato pelo whatsapp (24) 998 273 472 ou por e-mail: [email protected] ou ainda pelo site www.ocatimburiba.com.br.

A OCA

A Oca Timburibá é uma produtora cultural que completa 10 anos em 2018 e que há dois anos, na intenção de obter uma sede própria, iniciou a construção da mesma por meio da permacultura. “Lançamos nosso projeto de Laboratório Urbano de Permacultura no qual temos como objetivo a construção de um espaço modelo na utilização de tecnologias ecológicas e sustentáveis para o assentamento humano. É um desafio construir um imóvel com características sustentáveis em meio à cidade. Pra mim, construir a Oca é fazer uma intervenção artística na cidade expressando a ideologia de um design regenerativo para o desenvolvimento humano”, afirma disse Dael Almeida, acrescentando que dentre os temas a serem abordados na oficina estarão o histórico da arquitetura em terra crua, apresentação dos materiais, resistência da arquitetura em terra crua, apresentação das tecnologias, “A Casa Que Cura”, estudo sobre a terra, estudo de solo e traço, reboco de terra, suas etapas e traços .

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar