O NATAL QUE ESPERAMOS – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeA Voz Evangélica O NATAL QUE ESPERAMOS

 O NATAL QUE ESPERAMOS

 O NATAL QUE ESPERAMOS

“Eis que a virgem conceberá e dará a luz um filho, ele será chamado pelo nome de Emanuel. Que traduzido é: Deus conosco (Mateus 1:23).

 

O Natal é uma das épocas mais especiais do ano. Muitos aproveitam a ocasião para estar perto dos seus familiares e pessoas queridas, mas para ter um Natal inesquecível é preciso lembrar, que acima de tudo, a data nos lembra o nascimento de Jesus Cristo. Nada melhor, portanto, do que demonstrar não só o nosso amor pelos familiares, mas o nosso amor ao próximo.

-Natal é o cumprimento de uma antiga aliança de Deus com a humanidade. É o grande acontecimento da história. Natal é o cumprimento das antigas promessas do Antigo Testamento: “Entretanto Deus mesmo vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o seu nome será Emanuel” (Mateus 1: 23). Natal é a expressão máxima do amor de Deus.

Em Lucas 2: 8 a 20 nos retrata a experiência dos pastores de Belém, o que podemos aprender com eles?

  • Foram em busca de Jesus. “Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança na manjedoura” (Lucas 2: 15-16). Esse gesto indica uma resposta a Deus. Jesus estava entre os homens, mas um passo precisava ser dado no sentido de chegar-se a Ele.
  • Para que os pastores fossem, algumas coisas importantes aconteceram: “Eles deixaram” os seus rebanhos. Também nós neste Natal, devemos deixar algumas coisas para chegarmos mais perto de Deus. Jesus deixou tudo por nós, porque não renunciamos a tudo o que impede que a pessoa de Cristo se torne mais em real em nossas vidas.
  • “Foram apressadamente”. Não perderam tempo, saíram do campo das teorias e partiram para a prática. Muitas pessoas gostam do evangelho, admiram os ensinos bíblicos, mas não dá um passo de decisão ao lado de Jesus Cristo aceitando-ocomo Salvador. Atentemos para esta primeira realidade do texto bíblico: Natal é encontro da criatura com o Criador, do homem com Deus. Do pecador com o Santo Deus, do perdido com o Salvador Jesus Cristo.
  • Por que eles “foram”, eles “acharam”. A Bíblia diz que aquele que busca, encontra. Não foram decepcionados, foram bem sucedidos: Foram e acharam, foram e viram o Salvador.

– Anunciaram a Jesus. –“Vendo-o divulgaram”(Lucas 2: 17).- Natal é testemunho.

* Eles não se contentaram com apenas verem o Salvador, mas saíram para proclama-lo, para anuncia-lo, para testemunhar dEle.

* Sua mensagem provocou verdadeiro impacto: “Todos os que ouviram se admiravam” (Lucas 2: 18). Não foi uma mensagem sem vida, sem poder. Foi entregue no poder do Espírito Santo.

– Glorificaram a Jesus: “Voltaram glorificando e louvando à Deus” (Lucas 2: 20).

* Natal cria no homem o sentimento de louvor e glorificação a Deus.

* Agora os pastores viviam uma nova perspectiva de vida: deixaram a vida rotineira; suas vidas agora, haviam encontrado a razão de ser, e por isso louvaram a Deus.

* Natal é encontro com Cristo, o Salvador. Natal é testemunho, é proclamação, é vida, é contarmos ao mundo as boas novas de salvação na pessoa de Jesus Cristo o Filho de Deus. Natal é nova vida, é sair da rotina e descobrir em Cristo aquele que realmente nos satisfaz.

Que o Cristo que nasceu em Belém, venha renascer no coração de todos os nossos leitores! FELIZ NATAL!

# Colunista: Reverendo Gerson Costa- Ministro Jubilado da Igreja Metodista Wesleyana- Pastor/ Conferencista e Cantor evangélico- Contato com esta coluna: prgersoncosta@hotmail.com/ #

 

 

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar