Intimidade com a família – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade

Intimidade com a família

Intimidade com a família

“Agora, pois, corre-lhe ao encontro e dize-lhe: Vai bem contigo? Vai bem com teu marido? Vai bem com teu filho? E ela disse: Vai bem (II Reis 4: 26).

Família projeto de Deus. Toda a Bíblia fala da família; o Gênesis começa com a família, a última mensagem do Antigo Testamento é sobre a família. O Novo Testamento começa com a família. Os Atos e as epístolas falam de família. O Apocalipse termina com a família de Deus reunida na casa do Pai.

Jesus manteve sempre em contato íntimo com a família; nasceu em família, cresceu em família, seu primeiro milagre foi em família, antes da sua morte aconchegou-se com a família e o Espírito Santo no dia de Pentecostes desceu numa casa de família. A igreja primitiva reunia nas casas, em família. O cristão precisa encarar a família como algo muito importante na sua vida.

Hoje, queremos ver um pouco sobre a intimidade em família.

– É fruto de amizade. – “Há amigo mais chegado que um irmão”(Provérbios 18: 24).

* A importância da amizade entre o casal e deste com os filhos.

*Os melhores amigos devem estar dentro da nossa própria casa.

– É fruto de atitudes e gestos. – Há momentos em que as palavras não resolvem.

* Jesus e os gestos: Com o cego, com o leproso, com as crianças, com a mulher pecadora, com Malco, o servo do sumo sacerdote.

* Gestos de cortesia, de cavalheirismo, de apreciação, de elogio. Uma flor, um bilhete, um telefonema, um pequeno passeio, um presente, um carinho, um toque, um beijo.

* Nada de inibição: Os gestos mudam as coisas, os relacionamentos.

– Fruto de companheirismo. – Quanto mais você está perto de alguém, mais íntimo você se torna da pessoa. Uma coisa boa e prática é vocês executarem juntos algumas tarefas. Há muitas atividades que a família pode desenvolver em conjunto: Na cozinha, na limpeza, no lazer e até no trabalho.

– É fruto de transparência. – Não criar pequenos guetos, não levantar muros separando a família, não esconder as falhas, confessar mutuamente as fraquezas, exercitar o perdão, cultivar o diálogo. A hipocrisia, o orgulho, o ressentimento, a raiz da amargura impedem a intimidade da família.

– Tem um preço. – É um preço alto. É o preço do tempo.

* O pastor tem um tempo para cuidar das ovelhas. Será que temtempo para a família?

* Qual foi a última vez que reservamos um tempo só para a esposa e um tempo só para os filhos?

*Não permitam que o ativismo enfraqueça a comunhão da sua família.  Muitos líderes tem no corre-corre do dia, uma forma de fugir de casa. Gaste tempo com Deus e depois gaste tempo com sua família.

– Tem um segredo.-  O segredo da palavra. O estudo da palavra de Deus em família gera intimidade.

* O segredo da oração. A família que ora unida permanece unida: O casal orando junto, os pais orando com os seus filhos. A esposa abençoa o marido, o marido a esposa, os pais abençoam os filhos.

* O segredo é o Espírito Santo fluindo, é a graça jorrando, é o amor sendo derramado.

Não poder haver intimidade enquanto o sangue de Jesus não curar feridas, derrubar barreiras. A intimidade é a família assumir o compromisso de andar na luz do Senhor. Só o Espírito Santo capacita, gera, flui a unidade da família. Não há outro meio, é só Jesus Cristo. Amem!

# Reverendo Gerson Costa- Ministro Jubilado da Igreja Metodista Wesleyana- Pastor/ Conferencista e Cantor evangélico- Contato com esta coluna: prgersoncosta@hotmail.com/ #

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar