Fundo Pró-Leitura é aprovado pela Comissão de Educação – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeEducaçãoFundo Pró-Leitura é aprovado pela Comissão de Educação

Fundo Pró-Leitura é aprovado pela Comissão de Educação

Deputado disse que concessão é fundamental para garantir liberdade e curiosidade - Lúcio Bernardo Jr.

Fundo Pró-Leitura é aprovado pela Comissão de Educação

BRASÍLIA

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei de autoria do Senado Federal que cria o Fundo Nacional Pró-Leitura (FNPL – PL 1321/11), que tem como objetivo incentivar a população a ter mais interesse pela leitura e também mais acesso aos livros.
O Relator da proposta na comissão, deputado Rafael Motta (PSB-RN) recomendou a aprovação do texto principal e do apensado PL 1529/11 na forma de substitutivo, que propõe a criação do Vale-Livro, nos moldes do Vale-Cultura, destinado a alunos matriculados em todas as etapas da educação básica, mas o substitutivo não especifica a criação do programa, limitando-se a prever, entre os objetivos do fundo, o de assegurar aos alunos regularmente matriculados nas escolas públicas de ensino infantil, fundamental e médio o acesso à leitura, por meio de concessão de crédito para compra de livro. “Essa liberdade de escolha é fundamental para alimentar a curiosidade intelectual das crianças e jovens e para oferecer a eles a possibilidade de associar leitura e prazer”, justificou Motta, acrescentando que o FNPL financiará até 80% do custo total de cada projeto, desde que o beneficiário comprove dispor de recursos necessários para sua conclusão.

Pelo texto, o dinheiro do Fundo viria do Tesouro Nacional e de doações, e será criado um conselho para decidir quais projetos seriam aprovados e para avaliar a aplicação do dinheiro. As iniciativas poderiam ser de incentivo à produção literária, ao mercado editorial e à formação dos chamados mediadores, que são professores e bibliotecários.

Tramitação
A proposta tramita com prioridade e ainda será analisada de forma conclusiva pelas comissões de Cultura; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar