Estudantes da Estácio organizam protesto nesta sexta contra demissões na universidade – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeEconomiaEstudantes da Estácio organizam protesto nesta sexta contra demissões na universidade

Estudantes da Estácio organizam protesto nesta sexta contra demissões na universidade

Universidade Estácio de Sá anuncia demissões de professores e é criticada por estudantes - Divulgação

Estudantes da Estácio organizam protesto nesta sexta contra demissões na universidade

RESENDE

Estudantes da Universidade Estácio de Sá de Resende farão nesta sexta-feira, dia 8, às 19 horas, um protesto em frente a unidade situada no bairro Jardim Brasília. A manifestação é uma reação dos alunos a informação divulgada esta semana de que a instituição de ensino superior privada irá demitir um total de 1,2 mil professores este mês, o que abrangerá todos os estados onde mantém unidades funcionando.

Os organizadores estão utilizando as redes sociais para convocar os alunos a participar do protesto, pedindo inclusive para que levem panelas e cartazes para marcar posição contra a medida tomada pela direção. Entre os estudantes “há o temor de que a demissão tenha reflexo negativo na qualidade do ensino da universidade”.

Segundo informações dos estudantes, o processo de demissão na unidade de Resende já tinha começado com a saída de sete professores do curso de Direito.

A Estácio é a segunda maior rede de ensino superior do País. A instituição confirma o processo de demissões, porém não confirma que o número ao todo será de 1,2 mil professores. Muito menos confirmaram as sete demissões na unidade de Resende.

Em nota, a Universidade informou que “o Grupo Estácio promoveu, ao fim do segundo semestre letivo de 2017, uma reorganização em sua base de docentes. O processo envolveu o desligamento de profissionais da área de ensino do Grupo e o lançamento de um cadastro reserva de docentes para atender possíveis demandas nos próximos semestres, de acordo com as evoluções curriculares”. A nota ressalta ainda que “que todos os profissionais que vierem a integrar o quadro da Estácio serão contratados pelo regime CLT, conforme é padrão no Grupo e a que a reorganização tem como objetivo manter a sustentabilidade da instituição e foi realizada dentro dos princípios do órgão regulatório”. Por fim, a nota diz que “a Estácio segue comprometida com sua missão de Educar para Transformar, oferecendo educação de qualidade a seus alunos em todo o País”, conclui a nota.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar