Descer? Só se for por ordem de Deus! – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomePalavras da Verdade - Pr. José EdsonDescer? Só se for por ordem de Deus!

Descer? Só se for por ordem de Deus!

Descer? Só se for por ordem de Deus!

E respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e, espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. (Lc 10.30)

O Senhor Jesus mais uma vez ensinando o dever do homem amar ao seu próximo, que é um mandamento próximo ao amar a Deus sobre todas as coisas. Porque os judeus comprometidos com a sua religião; encontraram um homem ferido, quase a morte, passaram sem prestar socorro, não se comovendo com o flagelo daquele homem. Mas um estrangeiro, um samaritano que não era judeu, se aproximou, teve compaixão do pobre homem e lhe deu toda e necessária ajuda. E com essa parábola Jesus mostrou o que é amar ao próximo.

Disse o Senhor Jesus que um homem desceu de Jerusalém para Jericó e foi surpreendido por assaltantes que não só o roubaram, mas também o feriram. Aquela descida era muito sinuosa e perigosa propícia aos assaltantes.

Mas eu quero me deter na descida do homem. Ele desceu da cidade de Jerusalém; uma cidade excelente, cidade do grande Rei. Ela é comparada a Jerusalém celestial; historicamente, religiosamente e politicamente. Jerusalém, na Escatologia bíblica, é a cidade que Jesus virá reinar o mundo por mil anos. Portanto é a cidade mais importante do mundo. Haja vista a declaração do presidente dos Estados Unidos Donald Trump reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel; causou um reboliço e protestos das nações na ONU.

Na parábola de Jesus, um homem descia de Jerusalém para Jericó. Cidade há trinta quilômetros ao nordeste de Jerusalém. Uma cidade histórica e das mais antigas, muito importante também, mas, mais inferior a Jerusalém.

E descer sempre foi uma expressão de decadência, fracasso, sair de uma situação para outra inferior. Mas também, muitas vezes, descer é uma necessidade. Geralmente quando alguém se orgulha, torna-se prepotente, usa a altura para se vangloriar, tomar posição, humilhar os outros e isto acontece em muitas fases da vida. Ai é preciso à pessoa descer desse seu posicionamento prejudicial a si mesmo como também aos que estão ao seu redor. Deus exalta o humilde, mas abate o exaltado.

Deus, o Pai quis que Seu Filho Jesus descesse para buscar e salvar a humanidade que está perdida nos seus pecados. Que saíram da posição elevada que Deus os fez para uma situação decadente: Social, moral e espiritual. Para isto, Jesus desceu da Sua gloria no céu, do Seu trono, e desceu ao planeta terra, tomou a forma humana nascendo em Belém da Judéia, e na forma de homem foi humilde fazendo-se servo, deu a Sua vida pela humanidade, morrendo, foi sepultado, e no mundo espiritual Jesus desceu até ao (Sheol), lugar dos mortos e lá anunciou a Sua vitória e resgatou os que nele esperavam. Ressuscitou dos mortos e foi-se elevado ao céu de onde estava, e prometeu voltar para buscar os que crêem nele e levá-los para a Jerusalém celestial preparada para os que Ele resgatou. (Filipesses 2.; João 14.1,2)

O evangelho pregado em todo o mundo tem como finalidade; não somente trazer a salvação, a conscientização de uma vida de pecado para uma vida agradável a Deus. Mas também levar o homem e a mulher a um padrão de vida elevado de moralidade, espiritualidade e socialmente honrosa.

Deus não quer que o homem desça a situação decadente, mas, suba e alcance uma vida saudável, satisfatória, verdadeira e não falsa. O segredo está na decisão que o homem tomar. Paulo escreveu que quem está em Cristo nova cria é, as coisas velhas passaram e tudo se fez novo. (2 Co 5.22).

Essa conscientização,  aceitação, humildade e submissão, crer e a entrega de sua vida a Deus e á Sua Palavra; é a vontade de Deus. E é sua também?

 

Pr José Edson

Assembleia de Deus

Av. Pres. Kennedy 1502 – Barra Mansa – RJ

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar