Comandante diz que pichadores terão como pena custo da manutenção pelo dano ao patrimônio público – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomePolíciaComandante diz que pichadores terão como pena custo da manutenção pelo dano ao patrimônio público

Comandante diz que pichadores terão como pena custo da manutenção pelo dano ao patrimônio público

Segundo o comandante, que isso sirva de exemplo para outras pessoas - Fábio Guimas

Comandante diz que pichadores terão como pena custo da manutenção pelo dano ao patrimônio público

 

BARRA MANSA

Molecagem. Esse teria sido, a principio, o principal e único motivo do ato de vandalismo de dois jovens de 17 e 21 anos, moradores dos bairros Roberto Silveira e Getúlio Vargas, cometido no último dia 6, na Beira Rio. Eles picharam o muro do recém inaugurado Calçadão Dama do Samba Paula de Jesus Francisco, localizado na Avenida Presidente Getúlio Vargas, fazendo com que as imagens circulassem indiscriminadamente nas redes sociais, tornando fácil para a polícia identificá-los. Um deles, inclusive, tentou recentemente furtar uma motocicleta no Parque da Cidade Natanael Jeremias. Bronca, lição de moral e uma leve pena. Essas foram as alternativas sentenciadas pelas autoridades, fazendo com que ambos façam (em data ainda a ser marcada) a manutenção do local, inclusive arcando com as despesas.

O A VOZ DA CIDADE acompanhou na manhã de hoje o depoimento dos jovens na 90ª Delegacia de Polícia. Eles estavam acompanhados das mães, e tiveram um dia de sermão pela atitude, descrita pelos próprios apenas como uma brincadeira sem noção.

O comandante da Guarda Municipal, Joel Valcir, conversou durante à tarde com o A VOZ DA CIDADE e explicou que desde sábado, não escuta falar de outra coisa. “Como eu disse há pouco para eles, na presença dos responsáveis, eles não têm noção do quanto a molecagem deles prejudicou e atrasou o serviço de todos em outros seguimentos. Que isso sirva de exemplo para outras pessoas. Estamos de olho em tudo através das câmeras da Central de Monitoramento de Câmeras da Prefeitura (CESP) e não vamos permitir esse tipo de ação na nossa cidade”, garantiu.

Jovens de 17 e 21 anos, são moradores dos bairros Roberto Silveira e Getúlio Vargas – Reprodução

Joel explicou que não foi difícil identificar os suspeitos. Segundo ele, logo que as imagens viralizaram nas redes sociais, a GM recebeu várias ligações, inclusive dos moradores da Varzea, para denunciar a ação. “Temos tão pouco, mas temos que cuidar do que é nosso. Acho que cada morador da cidade pensou desta forma. Foi realizado um trabalho tão bonito da Beira Rio e a própria população é beneficiada com o serviço feito pela prefeitura. Não tinha motivo e eles poderiam, já que queriam passar o tempo, arrumar outras formas que não afetassem terceiros”, comentou o comandante, se referindo ao espaço que passou por uma reinauguração recente, dia 2, com direito a uma grande festa com a presença de moradores, autoridades e da bateria da Beija-Flor de Nilópolis. “Os dois infratores agiram concomitantemente, ou seja, enquanto um pichava o outro vigiava para que não houvesse flagrante da situação. Depois das imagens divulgadas nas redes sociais, um deles chegou até a raspar o cabelo, para não ser identificados, mas os moradores da Varzea não perdoaram, já que ele é ‘cria’ do bairro”, completou, dizendo que o menor, tentou furtar uma motocicleta a cerca de um mês no Parque da Cidade.

Na 90ª Delegacia de Polícia, sob o comando do delegado titular Ronaldo Aparecido de Brito, o jovem de 21 anos foi autuado no artigo 163 do Código Penal, dano ao patrimônio público. “Que estabelece detenção de seis meses a três anos de prisão para quem destruir, inutilizar ou deteriorar o patrimônio público. Eles ainda terão que arcar com multa arbitrada pela autoridade policial e reparar o ato”, esclareceu Joel Valcir, destacando que existe ainda a possibilidade de imputação de multas pelo setor de Meio Ambiente, pois o vandalismo é considerado crime ambiental. “Já o menor, responderá pelo Estatuto da Criança e do Adolescente Lei 8069/90 (ECA), cumprindo medidas sócio educativas”, concluiu Joel, dizendo que os rapazes pintarão o local assim sair a liberação da Vara da Infância e do Adolescente de Barra Mansa.

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Comentários
  • Deveria ser divulgado com antecedência, tendo inclusive a participação de bateria de ESCOLA DE SAMBA…

    Pelo jeito esse sementinha do mal vai LONGE…

    13/03/2018

Comentar