Agricultores poderão ganhar linha de crédito para diversificar a produção rural – A Voz da Cidade
Siga a Voz da Cidade
HomeEconomiaAgricultores poderão ganhar linha de crédito para diversificar a produção rural

Agricultores poderão ganhar linha de crédito para diversificar a produção rural

Cerca de 18 mil pés de oliveira foram plantados na região de Visconde de Mauá - Divulgação

Agricultores poderão ganhar linha de crédito para diversificar a produção rural

RESENDE 

A atividade rural pode ganhar um grande impulso para os próximos anos. A Secretaria Municipal de Agricultura está concluindo os termos de um convênio que deverá ser assinado nos próximos dias entre a prefeitura e o Banco do Brasil para a ampliação das linhas de créditos voltadas para aqueles agricultores que desejam diversificar a sua atividade rural.

De acordo com o secretário de Agricultura, Alberto Figueiredo, o investimento em novas culturas é uma aposta da administração municipal para o fomento do setor para os próximos anos. Prova disso é que desde o início da atual gestão, a secretaria vem acompanhando de perto a plantação de hortaliças e de cogumelos do tipo Champion, que ocorre no distrito de Engenheiro Passos e Visconde de Mauá. O cultivo de oliveiras e da produção de laticínios produzidos na Fazenda Copaíba, em Mauá, também tem sido acompanhado.

O proprietário da Fazenda, Vaine Menegheti, ressalta que, além da diversificação das atividades rurais, que amplia o número de itens produzidos e consequentemente a renda dos produtores, o meio ambiente também sai ganhando com esta nova estratégia de negócios, já que os produtores adotam ações de responsabilidade social e ambiental, como o tratamento das nascentes e o equilíbrio relacionado à qualidade do ar e do solo. “Quando viemos para cá, realizamos um grande investimento para preservação das nascentes e reconstrução da mata ciliar. Nossa preocupação é conciliar a produção rural com a conservação ambiental”, explicou Vaine Menegheti, proprietário da fazenda Copaíba.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Alberto Figueiredo, além da Copaíba, o cultivo de oliveiras também está presente em pelo menos três fazendas da região. “O fruto da planta, a azeitona, será utilizado na produção de azeite orgânico, mas as árvores necessitam de pelo menos cinco anos para produzir. Em Mauá, o plantio mais antigo foi feito há três anos”, explica o secretário, revelando que um dos projetos a serem viabilizados através do convênio com o Banco do Brasil é a instalação de uma granja de ovos caipira na zona rural do município.

Produção de azeite

Em Visconde de Mauá a Associação dos Olivicultores da Serra da Mantiqueira fez em setembro o lançamento o lançamento da produção de azeite na região marcando o início da produção do óleo no Sul Fluminense. Segundo a entidade, são cerca de 18 mil pés plantados pelos produtores. Os trabalhos de colheita começam a partir de 2018.

Os produtores acreditam que a atividade deverá gerar um impacto positivo na economia e turismo local já que a região de Visconde de Mauá tem forte apelo turístico e atrai milhares de visitantes todos os anos. “O cultivo das oliveiras, além de fomentar a atividade econômica do trabalhador rural, vai também possibilitar que o público conheça as etapas de produção do azeite. Como a gastronomia é privilegiada na região, a ideia dos associados é comercializar o produto final localmente em pousadas e restaurantes”, explica a Associação.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Classifique essa Notícia
Sem Comentários

Comentar